Eleit@s @s delegad@s à VI Convenção! PDF Imprimir e-mail
02-Fev-2009
A participação dos aderentes aumentou em relação a 2007Neste fim de semana decorreram as eleições dos 604 delegados à 6ª Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, com uma participação maior que na 5ª Convenção. Segundo o escrutínio provisório, a moção A elegeu 502 delegados (83,1% dos votos), a moção B 25 (4,1%) e a moção C 65 (10,8%). Foram ainda eleitos 12 delegados (2%) em listas não vinculadas a qualquer moção.

Os resultados definitivos serão publicados após a reunião da Comissão Organizadora da Convenção, que reúne do dia 3 de Fevereiro. Mas o escrutínio provisório atribui uma maioria clara (502 delegados) à moção "Toda a luta da esquerda socialista para 2009", que tem Francisco Louçã como primeiro subscritor. Apenas em três distritos a moção A obteve menos de dois terços dos delegados eleitos, respeitando a proporção directa dos votos obtidos por cada lista.

A moção C, "Combater o Capitalismo. Ousar o Socialismo", que tem João Delgado como primeiro subscritor, elege 65 delegados, metade dos quais nos distritos de Lisboa, Braga e Coimbra. A moção B, "Por uma maioria social de esquerda", que une duas das moções (B e D) apresentadas na Convenção de 2007, elege agora 25 delegados, e foi a segunda mais votada em Leiria e no Porto, distrito onde elege cerca de metade dos seus delegados.

A VI Convenção do Bloco realiza-se no fim de semana de 7 e 8 em Lisboa, e é antecedida por uma reunião internacional na sexta-feira, em que os partidos convidados para a Convenção vão expor as suas políticas para responder à crise e reforçar as lutas sociais e a presença da esquerda socialista nos seus países.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Esquerda.netsite do Bloco de Esquerda

vê aqui o deBatEs 1ver deBatEs #2

  ARTIGOS PUBLICADOS
30 de Janeiro  - Democracia Interna e Política - José Guilherme Gusmão
27 de janeiro . “Acordos de Lisboa” versão 2009 (e também 2010) - Cristina Portella e João Delgado
26 de Janeiro - A diferença deve ser a prática não a teoria... - Albertina Pena
26 de Janeiro - A identidade ideológia do Bloco  de Esquerda - Ferreira dos Santos
24 de Janeiro - A força do Bloco para os trabalhos mais difíceis - Francisco Louçã
21 de Janeiro - As confusões e as cabeças - Victor Franco
19 de Janeiro - Os caça fantasmas - João Delgado
16 de Janeiro - O Futuro passa por aqui - Isabel Faria
16 de Janeiro - Política ou como a forma molda o resultado - Helena Carmo
16 de Janeiro - Pau Pau Pau - Margarida Castro Felga
12 de Janeiro - Precisa-se: Intervenção sindical combativa - João Pascoal
12 de Janeiro -Da guerra, da política e das palavras (PARTE II) - Miguel Portas
11de JaneiroEleição de delegados ou "primárias" - António Sequeira
9 de Janeiro - Da guerra, da política e das palavras (PARTE I) - Miguel Portas 
8 de Janeiro - Metamorfoses e transformação - Luís Fazenda
8 de Janeiro - Sem participação não há democracia - Isabel Faria 
3 de Janeiro - Debates, consensos e outras conveniências - Teodósio Alcobia
3 de JaneiroConserto institucional à margem dos povos - Paulo F. Silva

© 2018 VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda