PAU-PAU-PAU PDF Imprimir e-mail
16-Jan-2009
b.jpgVêm aí as eleições, pau-pau-pau, é preciso juizinho e unidade, pá. Parlamentariza, pá, parlamentariza, que temos um bom grupo parlamentar e mesmo que não haja apoio para os eleitos autárquicos não faz mal. Pois os núcleos estão isolados entre si e não trocam experiências e há pouca discussão, e depois? Foram só 10 anos, mais 20 e isto vai, pá! Rumo ao socialismo pela porta pequenina. E se a malta passa e desaparece, oh pá, temos pena e nem se fala mais disso.
 
Texto de Margarida Castro Felga, Subscritora da Moção B 
Quero impor o calor por decreto. Porra, está frio. Que é como quem diz: ai querem investimento público para criar emprego e contrariar a crise? Então isolem termicamente as casas das pessoas, subsidiem o tipo de coisas que são fáceis de fazer e que poupam energia – e deixem lá o TGV...

Quero discutir o nosso papel nessa Europa que dá com uma mão e tira com outra e nos impede de produzir o que comemos. Importamos 65% do que comemos, pá, pode ser este o caminho para a sustentabilidade? Ecológica ou económica? Pagam-nos renda para sermos dependentes? O D. Fernando é que sabia, quero uma Lei das Sesmarias 2009. Porque é que a felicidade há-de estar num horizonte fechado entre dois prédios, porque não dar condições a quem quiser ocupar os campos e trabalhar a terra? Terra a quem a quiser cultivar, viver com mais calma e sem trânsito - em formato biológico.

Representa, irmão, representa... Aderiste a um movimento para ter quem te escreva os textos bonitos que assinas por baixo e que deixam tudo por resolver? Qual é o limite da confiança política? Mas pronto, lá te mandam para casa quilos de informação por tratar e tu perdido no meio de tanto junk mail – foi você que pediu informação à pázada?

Ai, com que então BD, não. Ai que os jornalistas vão achar que não levamos isto a sério, pá! QUANDO É QUE PERDEMOS O SENTIDO DE HUMOR? Quando é que a arte deixou de ser uma forma de passar a mensagem, quando é que normalizámos e cubificámos e cristalizámos no sistema ortorrômbico?

Porreirinho. A malta lá concorda com o essencial e o resto são por-me-no-res. E vamos dançando com quem quer melhorar a saúde do neo liberalismo e lá se vai adiando o mundo diferente. Convergência, pá, convergência...

Quero  mais BD e menos destes regulamentos de convenção que tratam os aderentes como potenciais malfeitores, que se não se tem cuidado isto ainda sai do controlo. PRIMÁRIAS, PÁ! Delegados que já vêm de cabeça feita para votar numa dada moção. E depois chegamos lá e ratificamos tudo e lemos o resto nos jornais. E tu ficas por casa, a ver a tua televisão e a dormir cedinho e a ir à bola e a resmungar contra o Sócrates, calvice para o raio do gajo. PIM.

Gui Castro Felga

 

 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Esquerda.netsite do Bloco de Esquerda

vê aqui o deBatEs 1ver deBatEs #2

  ARTIGOS PUBLICADOS
30 de Janeiro  - Democracia Interna e Política - José Guilherme Gusmão
27 de janeiro . “Acordos de Lisboa” versão 2009 (e também 2010) - Cristina Portella e João Delgado
26 de Janeiro - A diferença deve ser a prática não a teoria... - Albertina Pena
26 de Janeiro - A identidade ideológia do Bloco  de Esquerda - Ferreira dos Santos
24 de Janeiro - A força do Bloco para os trabalhos mais difíceis - Francisco Louçã
21 de Janeiro - As confusões e as cabeças - Victor Franco
19 de Janeiro - Os caça fantasmas - João Delgado
16 de Janeiro - O Futuro passa por aqui - Isabel Faria
16 de Janeiro - Política ou como a forma molda o resultado - Helena Carmo
16 de Janeiro - Pau Pau Pau - Margarida Castro Felga
12 de Janeiro - Precisa-se: Intervenção sindical combativa - João Pascoal
12 de Janeiro -Da guerra, da política e das palavras (PARTE II) - Miguel Portas
11de JaneiroEleição de delegados ou "primárias" - António Sequeira
9 de Janeiro - Da guerra, da política e das palavras (PARTE I) - Miguel Portas 
8 de Janeiro - Metamorfoses e transformação - Luís Fazenda
8 de Janeiro - Sem participação não há democracia - Isabel Faria 
3 de Janeiro - Debates, consensos e outras conveniências - Teodósio Alcobia
3 de JaneiroConserto institucional à margem dos povos - Paulo F. Silva

© 2018 VI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda